DE ONDE VIESTES

 


Bem haja meus miúdos...
Sempre é bom singrar novos mares...
Vamos encontrar o sotaque lusitano....
Numa inspiração "modestamente" buscada "apenas"
nos Lusiadas, do imortal Luis de Camões...

DE ONDE VIESTES
Marcial Salaverry
 
Alma minha gentil, de onde viestes,
que por sites nunca dantes navegados,
ignoro aonde é que estivestes,
com teus poemas encantados...

Viestes de lá, de longes mares,
para me fazeres te amar,
de alma a alma lançando olhares,
e poemas de beleza sem par...

Deixaste-me cá suspirando,
tendo em frangalhos o coração,
e minh'alma triste chorando...

Mergulhado em densa paixão,
a cada dia mais me desesperando,
choro minha emoção, sempre por ti, cá te esperando...

 

 

Marcial Salaverry


[Voltar]

© Copyright Prosa & Poesia - Direitos Autorais Reservados