TEMPO DE AMAR

 

Parece esquisito falar-se em "Tempo de Amar". Será que existe tempo para isso?
Claro que existe, temos que saber sempre quando estamos em condições de saber amar.

Quando poderemos nos dedicar a nosso amor. E existe tempo para tudo. E para todos os amores.

Existem diversos amores, e todos são importantes, e cada qual a seu tempo. O importante é sabermos sentir e diferenciar, mas não podemos viver sem amor. Vejam que lindo pensamento recebi hoje, de autoria de Alphonse Vinet:

"O Tempo não se compõe somente de horas nem de minutos, mas de amor e de vontade; temos pouco tempo quando temos pouco amor." (A.Vinet.).

Vamos tentar definir a coisa. Uma pessoa que tenha uma boa dose de amor em seu interior, sempre consegue encontrar tempo para dedicar a seu amor, seja qual for esse amor. Pode ser a Fé. Pode ser o amor à natureza. Pode ser namorados (as), ou amigos (as). Podem ser parentes. Enfim... seja o amor que for, sempre temos que ter tempo para ele.

Se as plantas precisam ser constantemente regadas, que se poderá dizer do amor? Se não tivermos aquela dedicação constante... ele terminará por fenecer, como uma planta morre se não for cuidada.

Essa necessidade de encontrarmos tempo para o amor, nos fará direcionar melhor nossa vida, nessa busca de viver o amor. Nunca poderemos estar tão ocupados, a ponto de não termos tempo para ser dedicado ao culto do amor... seja ele qual for.

As pessoas que não tem dentro de si a capacidade de amar, sempre se mantém tão ocupadas, que se esquecem até de viver, pois não são capazes de desenvolver o amor mais importante que existe, que é o amor próprio. Se vc não for capaz de amar a si próprio, a quem irá amar? Saberá o que é amor? Penso ser impossível poder descobrir.

Vocês já repararam como essas pessoas são amargas? Parecem que carregam o fel dentro de si, e sempre reclamam que não tem tempo para nada... muito menos para amar... Geralmente não se cuidam, e sempre reclamam da falta de atenção dos outros.

Precisam é encontrar tempo para se amar, pelo menos.

Sempre quando temos algum objetivo, algo a que possamos dedicar nosso amor, nossa atenção, encontramos tempo para tanto... e temos que dedicar esse tempo a esse amor...

Mesmo que seja a leitura de um bom livro, ou amor virtual, não interessa qual seja esse amor. O importante é tê-lo, é sentir nosso interior aquecido... o bem estar que só sentimos quando estamos aproveitando nosso tempo com algo gratificante.

Mesmo que seja gratificante apenas para nosso espírito... a matéria sempre aproveitará o bem estar interior. Aliás, pensar só na matéria, também não é a melhor atitude.

Finalizando, afirmo estar de pleno acordo com nosso amigo Vinet, quem tem pouco ou nenhum amor dentro de si, tem realmente pouco tempo... pouco tempo para viver feliz...

Uma frase que não me canso de repetir: "Ame-se, para poder amar a outras pessoas, e ser por elas amado (a)".

 

Lembrei-me de um amigo meu, que morreu dormindo, feliz, embalado por lindos sonhos, ao contrário dos passageiros do ônibus que ele dirigia, que gritavam desesperadamente...

 

Marcial Salaverry


[Voltar]

© Copyright Prosa & Poesia - Direitos Autorais Reservados