PROVANDO O SABOR

 

 
PROVANDO O SABOR
Marcial Salaverry
 
Desejando viver novas e excitantes aventuras, resolveram se encontrar, para algo diferente saborear, o que era desejo de ambos...

Lucimara e Alfredo combinaram que o vinho poderia ajudar a despertar os mais íntimos e inconfesses desejos, mas ao invés de apenas degustar o vinho,
Alfredo quis de Lucimara provar,
o que de melhor ela tinha para se degustar...
E assim, usando o orgão do paladar, provou aquilo que o estava a excitar...
Lucimara gostou de ser degustada, e até ficou apaixonada, e quis dele provar, e aprovar...
E unindo corpos e corações, ambos prosseguem suas degustações,
provando que a língua tem muitas outras utilidades, além da prosaica utilidade de apenas
sentir o paladar da comida...
Existem usos bem mais interessantes, com certeza...


 

 

Marcial Salaverry


[Voltar]

© Copyright Prosa & Poesia - Direitos Autorais Reservados