UMA ATRAÇÃO IRRESISTIVEL

 

ATRAÇÃO IRRESISTÍVEL

Marcial Salaverry

 

 

 

 

Com uma atração irresistível, os olhares já expressaram tudo. O desejo é mútuo e sobre o leito que receberá aquele amor, os corpos nus se abraçam ansiosos, pele contra pele, as carícias são mais e mais ousadas, as bocas famintas  procuram onde beijar, e encontram lugares inimagináveis, só usados por aqueles amantes completos.

 

Até que os corpos, por demais enlouquecidos pela paixão ardente, fundem-se, no momento mágico do amor, e com movimentos frenéticos, atingem o auge da paixão, e depois, exaustos ainda permanecem abraçados, corpos colados, não querendo se separar, naquela atração inicial que é cada vez mais forte...

 

Enfim, após o sexo supostamente satisfeito, as carícias, os beijos, tornam-se mais tranquilos, com aqueles beijos que parecem dizer: amei nossos momentos, foi muito bom, e de repente, dizem: Está muito bom.

Ele, amante experiente, percebe aquele arrepio de pele mostrando que ainda um resto de fogo no corpo que se lhe oferece, gosta, e recomeça a brincar de amar.

Com a ponta da língua, principia nova exploração, percorrendo o corpo e vai se completar no sexo.

Mas, as palavras que ela poderia dizer após aquele momento, como "amei...foi muito bom...", de repente denunciam pelo olhar: "quero mais... isto está muito bom...", e sentindo reacender toda o calor da paixão, e devolve as carícias ousadas de seu parceiro.

 

Ei-los novamente entregues à total busca e encontro do prazer, e se na primeira chegaram logo ao auge, a segunda, já com a sede abrandada,  é mais lenta, mais dengosa, mais gostosa, sentindo mais a pele na pele...

 

Prazer novamente alcançado, desejos completamente satisfeitos, beijam-se com a ternura que restou, e prometem se amar mais vezes, muitas mais... Ainda é muita paixão, é muito tesão...

 

 

 

Marcial Salaverry


[Voltar]

© Copyright Prosa & Poesia - Direitos Autorais Reservados