HISTORIA DE UMA PAIXÃO

 

 

HISTORIA DE UMA PAIXÃO 

Marcial Salaverry

 

 

Carlo e Carla amavam-se demais, mas Carla sem explicar o porquê, simplesmente após a última noite de amor, levantou-se e partiu, e Carlo tentou encontrá-la por todos os meios, pois estava totalmente apaixonado, e sentia que ela correspondia. Apenas não sabia que ela o deixou porque estava com pouco tempo de vida, e não queria que ele a visse definhando.

Assim são as lembranças dessa forte paixão.

De nosso encontro tão apaixonadamente vivido, resta agora apenas este meu lamento, que apenas reflete o sentimento daquilo que tão intensamente foi vivido, e que agora lembro com saudoso desejo.

Realmente, é um lindo sentimento, sentido com tristeza pelo teu sumiço, deixando um vazio em minha cama, porque sei que estás em outra companhia.

Na verdade, não é de ciume este meu queixume, que apenas representa o desejo que sinto de repetir os momentos de ardente sexo que juntos vivemos, desejo que sinto de beijar teu corpo, e de receber no meu teus lábios frementes.

É essa vontade de ter-te ao meu lado, beijando-me com teu calor apaixonadode ouvir novamente seu gemer desconexo, quando beijo teu sexo, e tenho o prazer de sentir teu prazer...

Mais ainda tenho intensamente o desejo de sentir como tua pele, teu odor, ao amor me impele, e quando te sinto amante total, quando fica arrepiada, ao sentir-se acariciada, ao sentir-se beijada...

É esse tesão mais forte do que uma paixão, que desperta esse sentir de que estás a fugir, e é assim que me entrego ao desejo insano de querer-te sempre ao meu lado,

beijando-me com teu jeito apaixonado, que desperta as mais eróticas emoções, as mais gostosas sensações...

É assim que te digo: Venha... Beije-me... Seja minha... Ame-me...  Não resistas mais, já que me amas demais, o/ mesmo tanto que te amo e te desejo...

 

 

 

Marcial Salaverry


[Voltar]

© Copyright Prosa & Poesia - Direitos Autorais Reservados